Sobre o móbile na metrópole: a viagem, o blog e o documentário.

Sobre esse primeiro tópico aí em cima, eu digo que é um dos mais legais, se não o mais legal, porém como eu gosto muito de produção e edição de vídeos, tenho que deixar a viagem em segundo lugar. Durante essa, nós conseguimos enxergar a cidade com outro olhar. Eu descobri que São Paulo, o lugar onde eu moro, tem muito mais história e cultura do que eu conhecia. Os professores conseguiram nos mostrar a imensidão dessa cidade que era desconhecida por muitos de nós alunos. Nós conhecemos vários aspectos históricos da cidade, almoçamos em restaurantes antigos e participamos de atividades únicas. A viagem foi muito interessante e divertida.

Acrescentando, durante o ano inteiro nós tivemos que fazer esse blog aqui, e tínhamos que mantê-lo atualizado com novos posts o tempo todo. Pode parecer chato num primeiro instante, mas o blog nos dá a oportunidade de falar com as pessoas, mesmo não sabendo quem são os leitores. É claro que sabemos que os professores estão sempre dando uma olhada, mas por incrível que pareça, eles não são os únicos lendo. Nessa plataforma, nós podemos escrever sobre como estamos nos sentindo, como vai o processo do documentário e, além disso, exercitamos nossa escrita e aprendemos como nos expressar melhor. Para muitos essa pode ter sido a etapa mais chata do processo do MNM, foi para mim. Mas ela é uma das mais importantes e todos do meu grupo, além de mim, notaram isso.

Por fim, o documentário. Esse é o que mais nos orgulhamos. Foi a etapa mais divertida pra mim. Os alunos de outros anos diziam que esta seria a etapa mais chata e mais difícil do processo inteiro. Foi difícil? Foi, mas os professores organizaram de maneira que o trabalho fosse mais fácil para nós. Fiquei sabendo que os antigos alunos fizeram apenas um documentário, já nós fizemos dois e isso nos ajudou muito, pois nosso minidoc teve uma drástica mudança do primeiro vídeo para o segundo. O fato de que nós tivemos que trabalhar em grupo para chegar em um bom resultado, tivemos que propor ideias, aceitá-las ou rejeitá-las, isso foi muito importante enquanto fazíamos o vídeo. Além do mais, o meu interesse pela produção e edição de vídeos foi um fator que me motivou muito mais.

Durante esse ano eu aprendi a me expressar muito melhor, aprendi a escrever de maneira muito mais efetiva, aprendi muito mais sobre a cultura e a história da minha própria cidade e, mais importante ainda, eu aprendi a trabalhar em grupo. É obvio que aprendemos a trabalhar juntos desde pequenos na escola, mas esse projeto teve muita importância na maneira como eu me relaciono com as pessoas ao meu redor e como trabalho junto delas. Estou feliz e ao mesmo tempo decepcionado, pois não teremos a chance de fazer um projeto como esse novamente e, por isso, ele é único.

#marco

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s